6 de abr de 2009

Fiesp diz que cerca de 40% das empresas de São Paulo pretendem demitir...


Duas em cada cinco indústrias de São Paulo pretendem demitir empregados nos próximos meses. Em média, os cortes deverão atingir 14,3% do quadro de pessoal, segundo uma pesquisa da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp). Cerca de 590 empresas foram ouvidas entre 17 de fevereiro e 17 de março.

Entretanto, a sondagem também aponta uma desaceleração no ritmo das demissões. Do total de empresas pesquisadas, 47% informaram que já tinham dispensado, em média, 18,7% dos funcionários desde outubro de 2008, quando os efeitos da crise financeira mundial começaram a se acentuar sobre o país. Aquelas que pretendem promover mais demissões, e que representam 38% da amostra, dizem que o corte agora será menor, ao redor de 14%.


Para o diretor do Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos da Fiesp, Paulo Francini, o pior pode já ter passado, mas a crise continua a causar estragos na atividade e no emprego industrial.


- É mais ou menos como um alicate apertando o dedo. Quando a pressão alivia um pouco, o sujeito diz oba, o pior já passou, mas o alicate continua apertando o seu dedo - disse.

Nenhum comentário: